domingo, 9 de maio de 2010

Ódio e Fúria!!!


Meu preto cheiroso, muitas saudades!!!

Meu período de ódio e fúria passou, na verdade nada foi provocado por mim, mas simplesmente muitas coisas aconteceram!!! Não sei se já falei para alguém sobre o meu amor por gatos e animais em geral, amo animais sinceramente são minhas paixões, amo a simplicidade dessas criaturas, principalmente dos gatos, amo o jeito de amar que é tão próprio dessas criaturas pois bem o que aconteceu é que onde eu trabalho existia uma linda gatinha selvagem branquinha, que de tempos em tempos ela paria uma ninhada, mas as ninhadas não duravam muito tempo, simplesmente sumiam mas sempre ela arrumava novos gatinhos e sempre a mesma lenga lenga, um dia dois gatinhos foram para debaixo das minhas asas, dois anjinhos de quatro patas maravilhosos Val e Charuto, fofos e meigos!!!

Pois bem a vida passou e esses dois ficaram comigo, cresceram e eu os amava, eles também me amavam, até que um dia a mãe deles deu a luz novamente, 5 lindos bebezinhos nasceram no dia 25/12/2009 e os ví e sempre deixava comida para a mãe e para os pequenos, tudo estava indo bem até que um dia alguns cachorros vadios entraram lá e mexeram com os bebezinhos e a mãe foi defendê-los , uma batalha injusta pois a mãe enfrentou 3 cães de rua, ela desapareceu e deixou os pequenos eu os acolhi dentro da minha sala de trabalho, comprei leite e mamadeiras, e fiquei tomando conta deles, a irmã Val me ajudou, os aquecia e lambia, eu só alimentava graças a Deus também tive ajuda e a compreensão de outras pessoas que me apoiavam.


Linda irmã!!!


bebezinhos lindos!!!

Tudo parecia acontecer as mil maravilhas, mas a mãe reapareceu depois de 3 dias vagando, quando a ví estava com os intestinos expostos, eu podia ver seu fígado e estômagos pendurados para fora da barriga, foi uma visão terrível, não pensei muito e chamei um taxi, a coloquei dentro de uma caixa de transporte e a levei ao veterinário, um pouco tarde pois era nítido que não havia muito o que fazer, ela não resistiu e morreu poucas horas depois, chorei muito, fiquei com muita raiva por causa da minha incapacidade de ajudá-la sinto que falhei, mas continuei a cuidar das crianças, eles estavam lindos e sendo doados, mas por infelicidade a diretora do local soube da existencia desses bichinhos e me obrigou a dar fim neles, chorei muito mas consegui um abrigo, hoje eles estão sob cuidados de pessoas muito adoráveis, foi muito triste mas consegui das um bom destino a eles!!!

Senti muita tristeza por causa disso, sentí raiva e ódio, mas felizmente superei todos esses sentimentos, sei que essa estória não tem muito a ver com o blog e nem com as minhas outras coisas, mas eu tinha que contar, preciso renovar o blog e isso tem que partir de dentro de mim, e é necessário expurgar velhos sentimentos para que o novo tome conta, e espero que finalmente eu encontre o que busco e o que quero mostrar!!!

3 comentários:

Edson Coelho disse...

Acho tudo muito nobre da sua parte, corazón.
Mas porque você foi obrigada a devolver os bichanos mesmo?

Nota: a sua ninhada ao lado das caixas-arquivo vai pra minha galeria de fotos entitulada "Fiz arquivologia porque amo"

Morganah disse...

bêbes mais lindooooosssss....
Um dia... quando eu mudar da "cidade grande" e for para algum condomínio invadido desses que Titio Roriz vai dar, vou pegar muitos dessas bêbes... aí vc não vai precisar ficar triste... pois vão morar todos lá em casa!

Anônimo disse...

Legal da sua parte... mas vc ñ deve ter odio e furia!

Acho q foi algo "normal", afinal td aconteceu entre briga de animais é a natureza agindo pro si só, ruim seria se tivesse a influencia HUMANA, ai sim seria motivos de odio e furia.

Agora veja como é a vida, entre gatos x cães.

A mãe dos gatinhos abandonou o local, deixando os gatinhos entregues aos "predadores", depois de ser ferida... se fosse um Cão no lugar da gata, teria lutado até a morte, ñ importando o quão injusto fosse a luta!

Essa é a diferença, entre Felinos e Caninos...

Adoro animais, mas prefiro os cães... e ñ odeio gatos, tmb crio uma gatinha SRD q encontrei na rua sendo maltratada e se dar muito bem com meus cães.

São uma familia perfeita!

Parabéns pelo ato, temos muito q aprender com os animais, q são sme duvidas mais evoluidos q os humanos.